Acredito que: o ser humano, algum dia, evoluirá; se você realmente deseja alguma coisa essa coisa, algum dia, se realizará; o sol em excesso prejudica a pele; aqui se faz aqui se paga! Não consigo entender por quê: certas pessoas, mesmo sabendo das conseqüências, fazem tantas coisas erradas e ainda acham o máximo...
   

<< August 2016 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
 01 02 03 04 05 06
07 08 09 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31


If you want to be updated on this weblog Enter your email here:



rss feed


Friday, November 29, 2013
Reflexões de uma universitária

Durante muitos anos, a caminho do trabalho, passei pela frente da parada de ônibus dos universitários. Toda vez eu pensava: “Eu, indo trabalhar e eles indo estudar”. “Como será que é a vida dos universitários? Muitos deles trabalham o dia inteiro e estudam durante a noite, alguns não trabalham e seu maior compromisso é ir pra faculdade e estudar”. Algumas vezes me perguntava: “Será que um dia também estarei lá?”

E cá estou, nove meses depois de começar a faculdade, escrevendo estas linhas que para muitos podem não significar nada, mas para mim tem um significado muito grande. Foram muitas idas e vindas de ônibus, muitos artigos para ler, trabalhos, muitos fins de semana fazendo pesquisas, apresentações de Power Point, desenhos... Enfim, não foi fácil. Trabalhar durante o dia e ir pra faculdade a noite é para os fortes! Quando a gente faz as coisas com dedicação, quando a gente quer dar o melhor de nós, as coisas podem não ser fáceis, mas o resultado é gratificante.

É muito bom saber que aprendi muito durante esses meses, saber que conheci pessoas maravilhosas por quem tenho um carinho enorme, olhar para meu boletim acadêmico e sentir orgulho do meu desempenho. E o mais inacreditável é saber que a metade já passou. Sim, mais um ano e estarei formada. Na verdade, ainda surgem dúvidas do tipo: “será que é isso mesmo que eu quero? Será que escolhi o curso certo? Por que diabos fui me meter nessa?” Surgem dúvidas sobre o futuro, sobre o que fazer depois de formada...

Bom, isso não é assunto pra pensar agora. Agora é hora de curtir o sol, as férias (uhul!), a família (<3) e o trabalho (sim, o trabalho, por quê não?). Agora é hora de pensar que o tempo passa rápido e precisamos aproveitar cada minuto (sim, clichê). E o amanhã? Ah, esse deixa pra depois.




Posted at Friday, November 29, 2013 by Someone
Make a comment  

Monday, May 09, 2011
Mudanças

Depois de um ano de volta ao Brasil...

o Grão de Bico mudou de lugar... O Nantra Vitta continua no mesmo...
algumas ruas foram asfaltadas... mas os problemas continuam os mesmos...
o Faustão emagreceu... o Jô continua o mesmo...
a minha visão do mundo mudou... apesar de ele continuar o mesmo...
a educação do povo Americano é "algo"... a educação do povo Brasileiro (e na maioria das vezes, a falta dela), continua a mesma...
eu mudei... eu continuo a mesma...

?????


Posted at Monday, May 09, 2011 by Someone
Comments (3)  

Saturday, October 02, 2010
Bares, cigarros, placas e leis não cumpridas

Se você está em algum lugar, um restaurante por exemplo, e em uma placa pendurada na parede você vê o seguinte:

O que você entende? Pois é, eu e a grande maioria das pessoas que conheço, entenderia que não é permitido fumar naquele local. Mas para o dono do Pilar Pub de Casca, não é bem assim...

Minhas amigas e eu estávamos em uma festa no tal do Pilar, quando depois de já ter visto a plaquinha de NÃO FUME no recinto, avistamos um cidadão fumando. E depois mais um. E depois outro. E depois... Opa, acho q era maior o número de pessoas que fumavam do que as que não fumavam.

Nós, nos achando no direito, pedimos para que alguns caras que estavam no nosso lado parassem de fumar. Um, muito educado, parou na hora. O outro não. Disse que havia conversado com o segurança e este lhe garantiu que podia fumar no recinto. Depois de falar com o segurança e confirmar que sim, era permitido fumar, resolvemos tirar a placa que estava pendurada no pilar. O segurança, furioso, foi até nós e queria saber quem tinha arrancado a placa. Ninguém se acusou, mas muito educadas nós explicamos que se era permitido fumar no local, que tirassem as placas. Ele, muito brabo, colocou a placa de volta e virou as costas. Nós, com muito medo, arrancamos a placa de novo. Foi ai que apareceu o dono do estabelecimento. Depois de trocar algumas palavras comigo ele resolveu ler a placa pra mim e explicar o que estava escrito. (Calma, deixe-me fazer uma pausa. Amigos e amigas, sejam sinceros: tenho eu cara de analfabeta???) Pois bem, a explicação dele foi a seguinte: na placa estava escrito que não era pra fumar (tipo assim, não mate, não roube, captou?), não estava escrito proibido fumar. AHN? HELLOOOO? A gente aprende na escola, que quando tem uma frase do tipo não fume e um desenho com um cigarro dentro de um círculo vermelho com uma faixa atravessada, isso quer dizer que aquilo é proibido! Então, não é a mesma coisa?????

Partindo da explicação dada pelo moço aquele, se você, cidadão brasileiro, estiver dirigindo seu carro, procurando uma vaga para estacionar, enxergar uma placa assim:

Isso quer dizer que você deve continuar dirigindo seu carro e nunca estacioná-lo??? Para o dono do Pilar Pub de Casca, sim.

PS: se ainda não ficou claro,
= sinal internacional de proibição de fumar nos locais públicos onde for comum a presença de estrangeiros e analfabetos.


Posted at Saturday, October 02, 2010 by Someone
Comments (7)  

Tuesday, March 23, 2010
New York, New York

Aqui estou eu mais uma vez em New York City e pedindo desculpas pela falta de atualizacoes no blog (as if many people cared about it...)

Depois de pular de para-quedas, essa foi a coisa mais louca que ja fiz na vida. Vir pra NYC sozinha, ficar hospedada num Hostel e dividir um quarto com nove desconhecidos nao eh pra qualquer um...

Depois de o voo atrasar 2 horas e de sobrevoar a cidade por 50 minutos por causa do mau tempo, cheguei no hostel e a unica coisa que me passou pela cabeca foi: Onde eh que eu fui me meter! Quero minha casa, quero minha mae. (Hahaha)
O que eu penso agora, menos de 24 horas depois? I'M PROUD OF MYSELF!

Eu nunca quis ser aquela garota que bate foto na frente do espelho, fazendo boquinhas pra colocar no Orkut (no offense). Nao que eu nao bata esse tipo de foto haha, mas nao eh esse tipo de coisa que quero que os outros vejam.
Quero que as pessoas vejam a maravilha que eh ser independente, viajar, OUSAR! Viver novas experiencias. Nao quero julgar ninguem e muito menos ser julgada.

Depois de quase um ano morando aqui eu posso dizer que amadureci um monte e aprendi muito. E nao falo soh na lingua. Nesse tempo que passei aqui fiz muitas amizades, conheci muita gente, mas tambem passei muito tempo sozinha. Nao que eu goste de ficar sozinha ou que eu queira isso pra sempre. Mas quando a gente passa um tempo sozinho, a gente aprende a se dar valor. E eu aprendi a dar mais valor pra mim mesma. As vezes a gente precisa de um tempo pra se conhecer melhor. Percebi quanta gente gosta de mim pra valer, gosta da minha companhia, quantas pessoas querem o meu bem e como faco as pessoas ao meu redor felizes. E isso importa muito pra mim: meus amigos, minha familia, minha casa, minha terra. Eu to voltando pra casa, afinal, there's no place like home. Mas nao eh o fim. Ainda tenho muita coisa pra conhecer pelo mundo afora. E como esse mundo eh pequeno! Encontrei gente de Caxias do Sul em plena Times Square...

Agora vou saborear meu Snack Wrap e chocolate milk shake no maior McDonalds do mundo. Excuse me.

 

PS: Retiro o q eu disse, mentiram pra mim... acho q nao eh o maior McDonalds do mundo, e sim o unico 24 hours... aheuaehuehue


Posted at Tuesday, March 23, 2010 by Someone
Comments (2)  

Wednesday, January 06, 2010
2010

A unica coisa que eu peco pro ano de 2010 eh que eu saiba tomar a decisao certa.

Sem aquela historia de felicidade, dinheiro, gatinhos, saude, paz, amor e bla bla bla... Serio! A unica coisa que eu quero nesse momento eh tomar a decisao certa.


Posted at Wednesday, January 06, 2010 by Someone
Make a comment  

Friday, November 06, 2009
"A place where dreams come true"

Walt Disney World nao estava na minha lista de lugares que eu queria conhecer mas definitivamente eh um lugar que todo mundo um dia precisa ir... Nao precisa ser fa do Mickey, do Pluto ou do Pateta (mas eu prometo que voce vai sair de la gostando deles). Nao precisa ser crianca (mas eh bem mais divertido levar uma junto). Nao precisa gostar de princesas (mas voce vai se encantar com a beleza delas). Enfim, nao deixe de ir. Serio.
Como eu dise antes, visitar a Disney nunca foi meu sonho (acho que nao, certo, mae?) apesar de eu ter um mapa na gaveta da minha cabeceira desde-nao-sei-quando e que apareceu nao-sei-daonde e que a Lou sempre pedia pra ver. Eu nunca pensei que fosse visiar a Disney, pelo menos nao tao cedo ou inesperadamente (ou de graca).
A Disney eh realmente um lugar "Where dreams come true" ou "Onde sonhos se tornam realidade". Eh tudo muito perfeito, muito limpo, muito colorido, muito magico. Eh tudo muito real. Desde a 'ride' onde voce embarca nas aventuras do Ursinho Pooh ate aquela em que voce embarca num foguete e vai pra Marte. Ou quando voce eh encolhido como no filme 'Querida, encolhi as criancas', ou sobrevoa o estado da California, ou cai do decimo terceiro andar na Torre do Terror. Sao tantas coisas legais que a gente acaba esquecendo. Fora os shows que sao um melhor que o outro. Eu tive sorte de ir com pessoas que ja foram pra Disney um zilhao de vezes, entao ja sabiam todos os segredos e o que era bom e o que nao era. O tempo estava otimo e a epoca do ano nao podia ser melhor, pois era Halloween e estava tudo decorado e tinha tambem a "Mickey's not so scary Halloween party" que foi muito legal. Ah e brasileiro era como Mickey Mouse e lata de lixo: tinha por tudo que era canto...

PS: ja abri uma excecao em postar sem receber os 5 comentarios... eh que como estou com tempo, resolvi postar tudo hoje.
PS2: ainda sei escrever 'excecao' sem precisar de dicionario. Ponto pra mim!
PS3: poxa, mesmo tendo escrito excecao errado, ngm me corrigiu, ngm le mesmo hauhauahua


Posted at Friday, November 06, 2009 by Someone
Comments (4)  

Can you feel it?

Abandonado. Esse eh que devia ser o nome do meu blog. Ou quem sabe as(com crase)moscas.blogdrive.com. Bom, pelo que percebi a unica pessoa que abandonou o blog fui eu, a dona. Andei recebendo recados de pessoas que leram meu blog e fiquei muuuuito contente em saber que as pessoas tem lido e (o melhor de tudo) gostado do conteudo. Isso me fez pensar numa coisa: eu soh vou postar coisas novas no blog quando tiver no minimo 5 (cinco) comentarios no ultimo post. Ah, e tem que ser 5 comentarios de pessoas diferentes ou pelo menos que nao sejam dois seguidos da mesma pessoa. E sempre que tiver 5 comentarios eu serei obrigada a escrever algo, nem que seja: "Fim de semana passado fui patinar no gelo e apesar de nunca ter feito isso na vida me sai muito bem, obrigada." Ah, isso me fez lembrar de um daqueles momentos "Coisas pequenas da vida que nos trazem felicidade". Semana passada, numa tarde fria de outono, Morgan, Goldy and I, fomos caminhar pela vizinhanca. Quando saimos de casa eu estava com a Goldy na coleira na mao esquerda e a Morgan segurava minha mao direita. Comecamos a correr... o vento frio batendo na nossa cara... a felicidade da Goldy... eu e Morgan riamos tanto... tanta felicidade... foi um momento tao maravilhoso. Eh esse o tipo de lembranca que quero ter para o resto da vida, e que gostaria que algum dia todo mundo pudesse sentir... E voce? Consegue sentir agora?

PS: o fim de semana passado e a semana passada nao foram exatamente fim de semana passado e semana passada... se eh que voces me entendem... escrevi isso ha umas duas semanas atras...


Posted at Friday, November 06, 2009 by Someone
Make a comment  

Thursday, August 20, 2009
(Alguns) Americanos e o BraSil

Pediram pra eu escrever algo sobre o que os Americanos pensam do Brasil.
La vai o que eu ja ouvi ate agora...
Depois de eu ter dito que era do Brasil:
"¿Hablas Espanol?"
"O Espanhol de la eh igual o do Mexico?"
"When you want you can teach me Spanish, I mean, anytime."
Nem preciso dizer que esses tres eu descartei na hora.
Tudo bem que as pessoas nao sao obrigadas a saber TUDO, mas poxa gente, BRASIL, um dos maiores paises do mundo, o minimo que as pessoas deveriam saber eh a localizacao e o idioma falado ai. E saber que quando eh inverno aqui, ali eh verao. E olha que isso se aprende na escola, nas aulas de Geografia com a profe Dirce.
Fora a confusao com o idioma, outra coisa que muita gente nao sabe eh que no Brasil faz frio: No snow, but in the South it can be cold in the winter time.
What else... bom, acho que por enquanto eh isso. Ate agora ninguem pediu se a gente mora com os macacos ou se ali tem TV a cores. Mas se algum dia alguem tiver a ousadia de fazer tais perguntas, nem conto pra voces onde minhas French fries ans ketchup vao parar...


Posted at Thursday, August 20, 2009 by Someone
Make a comment  

Sunday, August 02, 2009
Sopa de letrinha

Como sempre, acabei abandonando meu Blog. Pensando seriamente, a vontade que da eh de abandonar tudo: Blog, Orkut, Facebook (que diga-se de passagem, odiei) e se bobear ate  MSN. Serio. Nao por falta de tempo (porque tempo eu ate teria, seria soh parar de ler um pouco porque acho que ja li aqui nos EUA mais do que li em todo meu tempo de escola ali no Brasil), mas por falta de vontade mesmo. Mas por que sera? Sera que quando a gente ganha alguns pounds ou come muita batata frita e ketchup a gente vira lazy? Nao sei nao mas talvez seja ausencia de polenta e queijo-fri... ta, parei. Nao eh que eu pense em comida o dia inteiro (realmente, eu nao penso, eu como o dia inteiro hehe[Just kidding!]), tava brincando e esse texto acabou tomando o rumo errado... o que eu tava mesmo dizendo eh que nao tenho vontade de escrever em portugues e olha que o negocio ta brabo. Alem de ter escrito esterior (sim, com S) dia desses eu falei eu recibo ao inves eu recebo... e olha que soh fazem 3 meses que to aqui, imagine depois de 2, digo, 1 ano... Acho que vou comecar a tomar sopa de letrinha! (Ta, serio, parei)

Posted at Sunday, August 02, 2009 by Someone
Make a comment  

Sunday, June 28, 2009
Historias pra Contar dos EUA: Depilacoes que jamais esquecerei

Ai ai, cada uma que me acontece aqui que nao sei se choro ou se dou risada...

Agora eu entendo porque aqui a maioria das coisas eh do tipo: do it at home (faca em casa) ou do it yourself (faca voce mesmo). (Por exemplo: pintar o cabelo, depilacao.) Porque se voce for fazer fora de casa ou o servico eh de primeira e eh muuuuuuuuito caro, ou o servico eh pessimo e continua caro.

Uma semana antes do meu aniversario fui fazer uma depilacao. Como estava precisando muito, fui no primeiro salao que encontrei. Se eu, uma simples aupair, fui tratada como uma princesa, imagino como as madames cheias da grana que vao la toda semana sao tratadas... A depilacao foi divina, com direito a musica relaxante e tudo mais. Mesmo sabendo que ia pagar caro, nao consegui esconder minha cara de espanto quando ouvi: "That's forty dollars". "O que? Quarenta dolares pra depilar meia perna? E ainda 6 dolares de gorjeta!!" Respira fundo, Fernanda. Eh obvio que eu sabia que ia ter que pagar por tudo aquilo, mas era meu aniversario, foi soh umas vez na vida, relax. Bom, a gorjeta foi merecida, afinal Erika fez um otimo trabalho. As maos dela eram como veludo, massageando, digo, depilando minhas pernas. E o resultado? Perfeito. Alem de nao enxergar sequer um pelo, minhas pernas estavam macias e perfumadas.
Mas como eu ia dizendo, foi uma vez na vida.
Com preguica de ir ate WalMart ou Target pra comprar creme depilatorio (e medo de usar a gilete), decidi ir em outro lugar achando que ia ser mais barato. Ai vem a parte do servico eh pessimo e continua caro.
Estava lah eu, praticamente no meio do salao, indefesa, jeans arregacado ate os joelhos, sentada numa daquelas cadeiras de massagem. Todo mundo podia me ver, nao tinha sequer uma cortina pra me tapar. Pensei: "Onde eu fui me meter? Acaba logo, pleeeeease". Como se nao bastasse, a mulher colocou um monte do jornal no chao, explicando que era pra cera nao pingar direto no chao. E eu pensando: "OK, vamos lah, eh soh uma vez na vida..." O bom eh que ela me fez um desconto de 5 dolares porque segundo ela, nao ir ter muito trabalho pois minhas pernas eram pequenas hahahaha (viu? sempre disse que ser pequena tem mais vantagens do que desvantagens). No comeco eu pensei: "Nada mal". Entao ela pediu pra eu ficar em pe no jornal pra poder depilar a parte de tras da perna. Quando levantei, meus pes comecaram a grudar no jornal. "Oh my gosh!" - pensei. Quando ela "terminou" o jornal estava todo grudado nos meus pes. No momento em que ela se ausentou, eu tentei, em vao, tirar o jornal dos meus pes (lembrem que tudo isso na frente de todas as clientes e funcionarios do salao). Quando consegui colocar minhas Havaianas, ai deu merda. O chinelo grudou no pe. Paguei e fui caminhando em direcao ao carro com os chinelos grudados nos pes. Quando cheguei em casa fui correndo no banheiro lavar os pes. Para o meu desespero, a cera nao saia de jeito nenhum, nem com esfregao. Estava la eu, sentada na beira da banheira, esfregando as pernas (porque a calca tbm grudou nas pernas), pes, chinelo e nada da cera sair, quando me dei conta que na parte externa da minha perna esquerda, ainda haviam muitos, mas muito pelos. Peguei a pinca e comecei a arrancar os pelos, um por um, rindo muito da situacao e pensando: que saudades da depi da Tela, da Jussara... Ah, e por falar em Jussara: Thank goodness eu nao aceitei fazer bikini wax (depilacao na virilha). Sabe-se la o que ia acontecer. Nao quero nem imaginar eu chegando em casa e tendo que me livrar da cara do Barack Obama da minha virilha...


Posted at Sunday, June 28, 2009 by Someone
Comments (4)  

Next Page